Bem-vindo à página oficial da Câmara Municipal de Terras de Bouro

Nota à navegação com tecnologias de apoio h2

Nota à navegação com tecnologias de apoio h3

Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 1)
Reserva mundial da biosfera

Prevenção, Proteção e Sensibilização

5. PREVENÇÃO, PROTEÇÃO E SENSIBILIZAÇÃO

LINHAS DE ÁGUA

 
Medidas Preventivas para o Período de Chuvas

A lei 58/2005, de 29 de Dezembro determina que:

Os proprietários ou possuidores de parcelas de leitos e margens de linhas de água, nas frentes particulares e fora do aglomerado urbano, tem a obrigação de manter o bom estado de conservação das mesmas, devendo proceder a sua regularização, limpeza e desobstrução dos álveos das linhas de água, de forma a garantir condições de escoamento dos caudais líquidos e sólidos em situações hidrológicas normais ou extremas.

 

Em casa não esqueça:

·         Mantenha limpos os esgotos, caleiras, algerozes, terraços, varandas e pátios.

A limpeza e desobstrução das linhas de água de drenagem natural é de responsabilidade:

·         Dos proprietários – nas frentes particulares, fora dos aglomerados urbanos.

·         Dos Municípios – nos aglomerados urbanos.

As intervenções devem ser executadas sob orientação da Administração da Rede Hidrográfica da região e devendo o proprietário dar conhecimento das mesmas a esta entidade.

 

Recomendações:

·         Realizar as acções de preferência entre Julho e Setembro;

·         Combinar entre os proprietários a execução de intervenções conjuntas para permitir uma maior eficácia e coordenação;

·         Promover a manutenção e/ou aumento da secção de vazão existente na linha de água;

·         Remover apenas detritos (vegetais e materiais sólidos) que possam criar obstáculos ao normal escoamento do curso de águas;

·         Encaminhar materiais removidos para local apropriado;

·         Não promover o aumento das cotas naturais dos terrenos nas margens, por forma a não alterar as condições de espraiamento das cheias.

 

QUEIMA / QUEIMADA

Queima – Uso do fogo para eliminar sobrantes de exploração (material lenhoso e outro material vegetal resultante de actividades agro-florestais)


Queimada
 – Uso do fogo para renovação de pastagens e eliminação de restolho.


A realização de queimadas só é permitida após licenciamento da respectiva Câmara Municipal, o que só pode acontecer fora do período crítico, que é definido anualmente por portaria, e desde que o índice de risco de incêndio seja inferior ao nível elevado.

Antes de realizar uma queima deverá informar o 117, indicando a data, a hora e o local

VAGA DE FRIO

Procure estar atento às informações meteorológicas. Uma descida brusca de temperatura pode ser um indício de uma vaga de frio, obrigando a adopção de medidas de autoprodução.

Previna-se com roupa quente e calçado adequado.

Verifique se as portas e janelas tem pontos por onde o ar frio possa entrar para dentro de casa. Vede esses espaços, fazendo um bom isolamento da habitação.

 

Durante uma vaga de frio:

·         Procure manter-se em casa ou em locais quentes;

·         Use várias camadas de roupa em vez de uma única peça de tecido grosso. Evite as roupas muito justas ou as que façam transpirar;

·         O ar frio não é bom para a circulação sanguínea. Evite as actividades físicas intensas que obrigam o coração a um maior esforço e podem até conduzir a um ataque cardíaco;

·         Se suspeitar que você ou alguém que o rodeia está com hipotermia ligue imediatamente para o 112;

·         O consumo excessivo de electricidade pode sobrecarregar a rede originando falhas locais de energia, desligue os aparelhos eléctricos que não sejam necessários. Tenha a mão uma lanterna e pilhas, para o caso de faltar a luz;

·         Tenha cuidado com as lareiras. Em lugares fechados sem renovação de ar, a combustão pode originar a produção de monóxido de carbono, um gás letal.

 

Se tiver de sair de casa:

·         Evite uma exposição excessiva ao frio. Saia de casa apenas se tal for estritamente necessário;

·         Se vai ter necessidade de passar muito tempo no exterior da casa, use várias peças de roupa, em vez de uma única peça de tecido grosso. Use um chapéu ou gorro para proteger a cabeça;

·         Proteja o rosto. Evite a entrada de ar extremamente frio nos pulmões;

·         Mantenha as roupas secas. Mude meias molhadas ou outras peças que possam contribuir para a perda de calor.

 

Se viajar de automóvel:

·         Evite deslocações desnecessárias. Suspenda excursões ou passeios na Montanha ou em zonas propensas a quedas de neve descidas significativas de temperatura;

·         Antes de iniciar viagem, faça uma revisão ao nível de gasolina, luzes e travões. Coloque um líquido anticongelante no radiador. Leve correntes para a neve, se for caso disso;

·         Informe-se junto das autoridades dos riscos que vai enfrentar no seu trajecto. Procure conhecer locais de refúgio (povoações, hotéis, estalagens).

ONDA DE CALOR

Quando as temperaturas sobem para níveis muito elevados durante vários dias consecutivos dizemos que está a ocorrer uma Onda de Calor.

Sem as devidas precauções, uma onda de calor, pode provocar lesões irreversíveis devido a desidratação e em alguns casos levar a morte.

Qualquer pessoa é susceptível aos efeitos do calor, mas são excepcionalmente vulneráveis as crianças nos primeiros anos de vida, idosos, pessoas com doenças respiratórias e circulatórias, doentes acamados e quem está a seguir uma dieta com restrição de líquidos.

Em dias de muito calor, para evitar situações graves, siga estas recomendações e divulgue-as.

 

Conselhos úteis

Em casa:

·         De dia abra as janelas e mantenha as persianas fechadas para aumentar a circulação de ar;

·         De noite abra as janelas para que a casa arrefeça;

·         Se tiver o corpo muito quente tome um duche de água tépida, NUNCA de água fria;

·         Fique pelo menos 2 a 3 horas por dia num ambiente fresco. Ventile bem o seu quarto;

·         Esteja atento às pessoas isoladas, idosas, frágeis ou com dependência. Ajude-as a protegerem-se do calor.

 

Na rua:

·         Proteja a cabeça com um chapéu ou um lenço;

·         Evite estar em pé durante muito tempo ao sol;

·         Vá à praia só nas primeiras horas da manhã ou ao fim do dia. Use chapéu de abas largas, óculos escuros e protector solar;

·         Evite a exposição directa ao sol especialmente entre as 11 e as 17 horas;

·         As pessoas idosas e bebés não devem ir à praia em dias de muito calor.

 

Previna a desidratação:

·         Beba regularmente água ou sumos naturais, mesmo sem sede;

·         Incentive os idosos a beberem mais 1 litro de água por dia do que é habitual;

·         Não beba bebidas alcoólicas, gaseificadas, com cafeína ou ricas em açúcar.

Quem tem epilepsia, doenças cardíacas, renais ou do fígado, ou problemas de retenção de líquidos, deve consultar o médico antes de aumentar o consumo de líquidos.

 

 

Refeições:

·         Faça refeições ligeiras, com pouca gordura e sem condimentos;

·         Coma poucas quantidades de cada vez, várias vezes ao dia.

 

Vestuário:

·         Use roupas leves de algodão e de cor clara;

·         Não use fibras sintéticas e lã porque aumentam a transpiração;

·         Não use cores escuras porque absorvem maior quantidade de calor;

·         Evite que os idosos vistam de negro ou fibras sintéticas.

Não faça desporto ou qualquer outra actividade física que exija muito esforço, em ambientes quentes.

 

Viagem de automóvel:

·         Viaje nas horas de menos calor;

·         Evite percursos longos;

·         Ingira muitos líquidos, de preferência água ou sumos naturais;

·         Proteja-se do sol. Cubra as janelas com telas apropriadas para não dificultar a condução;

·         Não feche totalmente as janelas, a não ser que tenha ar condicionado;

·         NUNCA deixe crianças, doentes ou pessoas idosas dentro de veículos expostos ao sol;

·         Se transportar animais domésticos dê-lhes água e não os deixe fechados;

·         Redobre os cuidados com bebés, crianças e idosos:

§ Dê-lhes água frequentemente;

§ Mantenha-os arejados;

§ Vista-lhes roupa com as características recomendadas.

§  

Em caso de dúvida contacte a Linha de Saúde Pública: 808 211 311

 

TEMPORAIS

Apesar da amenidade do nosso clima, a ocorrência súbita de alterações meteorológicas pode afectar gravemente pessoas e bens.

 

0 que é a trovoada?

Uma ou mais descargas eléctricas bruscas que se manifestam por um clarão breve e forte (Relâmpago) e um ruído seco ou ribombar surdo (Trovão).

Se contar menos de 5 segundos entre o relâmpago e o trovão, está perto do perigo, há que proteger-se.

 

0 que é um temporal ou tempestade?

·         Um temporal ou tempestade reconhece-se pelos seus aspectos destruidores, podendo ser de chuva, de vento, de granizo, de neve, de poeira ou de areia.

·         Para prevenir os efeitos desta situação, mantenha-se sempre informado sobre a previsão do estado do tempo e cumpra as medidas de auto-protecçao que se recomendam.

·         Para minimizar os efeitos prejudiciais de um temporal ou de uma trovoada siga as recomendações deste folheto e divulgue-as.

 

ANTES do temporal:

·         Escolha um abrigo para a sua família;

·         Reduza os riscos do vento forte e chuva intensa, consolidando telhados, portas e janelas, fixando todos os objectos que possam ser levados pelo vento e limpando esgotos, caleiras e algerozes da sua casa;

·         Tenha preparados algumas tábuas e pregos para reforço das janelas e portas mais frágeis ou envidraçadas;

·         Combine com os seus familiares um local de encontro e um sistema de comunicação;

·         Mantenha cheio o depósito de combustível do automóvel.

 

DURANTE o temporal

Em casa:

·         Permaneça em casa e não saia senão em absoluta necessidade;

·         Desligue da tomada todos os aparelhos eléctricos e a antena da televisão;

·         Não use o telefone, pois pode ser atingido por choques graves e dolorosos;

·         Afaste-se de janelas, portas, fogões, radiadores, fornos, canos e todos os objectos metálicos;

·         Tenha sempre à mão uma lanterna, um rádio, pilhas de reserva para ambos e um extintor.

 

Fora de casa:

·         Abrigue-se num edifício grande ou em qualquer outro protegido por pára-raios;

·         Evite pequenos edifícios isolados, celeiros, telheiros tendas de campismo e automóveis descapotáveis;

·         Afaste-se dos objectos altos e não toque em postes eléctricos ou telefónicos;

·         NUNCA permaneça perto da água. Se estiver a nadar ou num barco, volte para terra imediatamente;

·         Não caminhe por vales, cimo de colinas e campos abertos. As meias encostas são mais seguras;

·         Não ande de bicicleta e não transporte nem se aproxime de qualquer objecto metálico;

·         Não use guarda-chuva com cabo metálico;

·         Não se abrigue debaixo de árvores;

·         Não permaneça sobre o molhado;

·         Se não encontrar qualquer abrigo, reduza a sua altura agachando-se com as mãos sobre os joelhos;

·         Não se proteja do vento próximo de muros ou árvores.

DEPOIS do temporal

·         Preste os primeiros socorros a quem precisar e combata os pequenos incêndios que se lhe

·         deparem;

·         Beba sempre água fervida ou engarrafada;

·         Não interfira com as operações de socorro;

·         Conduza com cautela e apenas se necessário;

·         Evite ribeiras até que tenha passado o risco de inundação.

 

Em caso de inundação

·         Apoie as crianças, os idosos e os deficientes;

·         Mantenha-se atento aos conselhos da Protecção Civil;

·         Prepare-se para ter de abandonar a casa;

·         Desligue a água, o gás e a electricidade;

·         Use o telefone só em caso de emergência;

·         Não caminhe descalço nem saia de casa por curiosidade;

·         Não utilize o carro. Pode ser arrastado para buracos no pavimento ou até para fora da estrada;

·         Se tiver de andar através da água leve sempre um chapéu-de-chuva ou um pau para manter o equilíbrio.

 

Depois da inundação

·         Regresse a casa só depois de lhe ser dada essa indicação;

·         Facilite o trabalho das equipas de limpeza;

·         Se a sua casa ameaçar ruir NÃO ENTRE;

·         Não pise nem mexa em cabos eléctricos caídos. A água é condutora de electricidade;

·         Mantenha-se sempre calçado e use luvas de protecção;

·         Verifique o estado das substâncias inflamáveis ou tóxicas que possa ter em casa;

·         Comece a limpeza da casa pelas zonas mais altas;

·         Beba sempre água fervida ou engarrafada.

SISMO

O que é um Sismo?

Os sismos são fenómenos naturais frequentes em Portugal, embora na sua grande maioria não sejam sentidos pelo Homem. Ao longo da História, há notícia de alguns sismos catastróficos que afectaram o nosso País.

Tem a sua origem normalmente em zonas onde a crosta terrestre está fracturada (falhas), podendo as vibrações por ele produzidas durar desde poucos segundos até alguns minutos.

Após o primeiro abalo acontecem espaçadamente outros mais fracos (réplicas).

Na maior parte dos casos os sismos acontecem devido a movimentos ao longo de falhas geológicas existentes entre as diferentes placas tectónicas que formam a superfície terrestre, as quais se movimentam entre si.

Os sismos também podem ser originados por movimentos de falhas existentes no interior das placas tectónicas, por actividade vulcânica e, mais raramente, podem ser provocados por deslocamentos de terreno, tais como abatimentos e escorregamentos.

O ponto á superfície da Terra onde o sismo é sentido com maior intensidade é chamado epicentro.

Quando a actividade sísmica é gerada no oceano, pode originar tsunamis, provocando grandes destruições em estruturas costeiras ou ribeirinhas (embarcações, casas, pontes, etc.).

Ainda não é possível fazer uma previsão de sismos. Não se sabe por isso se um próximo será fraco e passará despercebido, ou tão forte que provoque efeitos destruidores. Também não é possível saber quando nem onde ocorrerá.

 

O que fazer ANTES de um tremor de terra Informe-se sobre os sismos e seus efeitos

Em casa:

·         Liberte as saídas e os corredores de móveis e outros objectos;

·         Estude os locais mais protegidos e informe os seus familiares;

·         Oriente as crianças e responsabilize os adultos pela sua segurança;

·         Fixe as estantes, as botijas de gás, os vasos e floreiras à parede;

·         Coloque os objectos pesados ou de grande volume no chão ou nas estantes mais baixas;

·         Ensine a todos os familiares como desligar a electricidade e cortar a água e o gás;

·         Tenha à mão uma lanterna, um rádio portátil e pilhas de reserva para ambos, bem como um extintor e um estojo de primeiros socorros;

·         Armazene água em recipientes de plástico fechados e alimentos enlatados para 2 ou 3 dias. Renove-os regularmente.

 

O que fazer DURANTE um tremor de terra

 

EVITE 0 PÂNICO. Mantenha a serenidade e acalme as outras pessoas.

 

Em casa ou dentro dum edifício:

·         Nas habitações colectivas não vá para a rua. As saídas e escadas poderão estar obstruídas. NUNCA utilize os elevadores;

·         Tenha cuidado com a queda de objectos, candeeiros ou móveis;

·         Mantenha-se afastado das janelas, espelhos e chaminés;

·         Proteja-se no vão de uma porta interior, no canto de uma sala ou debaixo de uma mesa ou mesmo de uma cama.

 

Num local com muita gente (cinema, supermercado, etc.):

·         Não se precipite para as saídas poderão estar obstruídas. NUNCA utilize os elevadores.


Na rua:

·         Dirija-se para um local aberto;

·         Enquanto durar o sismo não vá para casa;

·         Mantenha-se afastado dos edifícios velhos, altos ou dos postos de electricidade e outros objectos que lhe possam cair em cima;

·         Afaste-se de taludes ou muros.

 

A conduzir:

·         Pare a viatura afastada de edifícios, muros, taludes, postes e cabos eléctricos, e permaneça dentro dela.

 

Que fazer DEPOIS de um tremor de terra

 

Nos primeiros minutos após:

·         Mantenha a calma. Vá pensando no que deve fazer;

·         Não se precipite para a escada ou para as saídas;

·         Conte com a ocorrência de uma possível réplica;

·         Não fume nem faça lume. Não ligue os interruptores. Utilize a lanterna eléctrica;

·         Corte a água e o gás, desligue a electricidade;

·         Calce sapatos e proteja a cabeça e a cara com um casaco, uma manta, um capacete ou um objecto resistente e prepare agasalho;

·         Tente apagar os pequenos incêndios;

·         Verifique se há feridos e preste-lhes os primeiros socorros se necessário. Se houver feridos graves não os remova a menos que corram perigo;

·         Limpe os produtos inflamáveis que se tenham derramado (álcool, tintas, etc.);

·         Solte os animais, eles tratam de si próprios;

·         Afaste-se da costa marítima. Pode ocorrer uma onda gigante (tsunami);

·         Ligue o rádio e cumpra as instruções difundidas.

 

Nas horas seguintes:

·         Mantenha a calma, acalme os mais jovens e os idosos;

·         Esteja preparado para a ocorrência de réplicas;

·         Se encontrar feridos graves, chame as equipas de socorro para promover a sua evacuação;

·         Evite passar por onde haja vidros partidos, fios eléctricos soltos e tocar em objectos metálicos em contacto com eles;

·         Não utilize o telefone excepto em caso de extrema urgência (ferido grave, fuga de gás ou incêndio);

·         Coma alguma coisa. Sentir-se-á mais capaz de ajudar os outros;

·         Não beba água de recipientes abertos;

·         Se a sua casa estiver muito danificada abandone-a. Reúna a água, os alimentos e os medicamentos necessários (cardíacos, diabéticos, etc.);

·         Afaste-se dos edifícios com grandes estragos e das estruturas danificadas;

·         Não circule pelas ruas para observar o que aconteceu. Liberte-as para as viaturas de socorro;

·         Ligue o rádio e cumpra as instruções difundidas;

·         Colabore com as equipas de socorro.

 

Locais mais seguros num edifício:

·         Vãos de portas, de preferência em paredes-mestras;

·         Cantos das salas;

·         Debaixo de mesa, camas ou outras superfícies resistentes.

 

Locais mais perigosos num edifício:

·         Elevadores;

·         Junto a janelas, espelhos ou chaminés;

·         No meio das salas;

·         Saídas.

  • 1
  • 2
  • 3
Ação de Sensibilização e Informação

Ação de Sensibilização e Informação

- Ver documento (Terras de Bouro) (pdf) - Ver documento (Rio Caldo) (pdf) ...

19-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1682-acao-de-sensibilizacao-e-informacao
Gabinete de Apoio ao Agricultor e CONFAGRI prestaram esclarecimentos destinados aos agricultores de Terras de Bouro

Gabinete de Apoio ao Agricultor e CONFAGRI prestaram esclareciment…

O Salão Nobre dos Paços do Concelho ficou repleto na manhã do dia 18 de fevereiro para mais uma...

19-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1681-gabinete-de-apoio-ao-agricultor-e-confagri-prestaram-esclarecimentos-destinados-aos-agricultores-de-terras-de-bouro
Apresentação aos alunos do 6.º ano a peça de teatro: Ulisses - regresso a Ítaca.

Apresentação aos alunos do 6.º ano a peça de teatro: Ulisses - reg…

No âmbito do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Cávado, aprovado pel...

19-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1680-apresentacao-aos-alunos-do-6-ano-a-peca-de-teatro-ulisses-regresso-a-itaca
Assembleia Municipal de Terras de Bouro reunirá a 22 de fevereiro

Assembleia Municipal de Terras de Bouro reunirá a 22 de fevereiro

No próximo dia 22 de Fevereiro, sexta-feira, a Assembleia Municipal de Terras de Bouro irá real...

15-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1678-assembleia-municipal-de-terras-de-bouro-reunira-a-22-de-fevereiro
Visita do Sr. Secretário de Estado das Autarquias Locais, Dr. Carlos Miguel a Terras de Bouro

Visita do Sr. Secretário de Estado das Autarquias Locais, Dr. Carl…

No dia 13 de fevereiro, o Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Manuel Tibo, acomp...

14-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1677-visita-do-sr-secretario-de-estado-das-autarquias-locais-dr-carlos-miguel-a-terras-de-bouro
Dia de S. Valentim assinalado em Terras de Bouro

Dia de S. Valentim assinalado em Terras de Bouro

A Câmara Municipal de Terras de Bouro irá assinalar no dia 14 de fevereiro, mais uma edição do ...

12-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1676-diaa-de-s-valentim-assinalado-em-terras-de-bouro-2
Revitagri promoveu formação em apicultura em Terras de Bouro

Revitagri promoveu formação em apicultura em Terras de Bouro

No dia 8 de Fevereiro, o Salão Nobre dos Paços do Concelho acolheu um workshop sobre certificaç...

12-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1675-revitagri-promoveu-formacao-em-apicultura-em-terras-de-bouro
Equipa de sapadores florestais do Vale do Homem procede à limpeza da rede de trilhos pedestres

Equipa de sapadores florestais do Vale do Homem procede à limpeza …

O Município de Terras de Bouro, em parceria com a equipa da Associação dos Sapadores Florestais...

12-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1674-equipa-de-sapadores-florestais-do-vale-do-homem-procede-a-limpeza-da-rede-de-trilhos-pedestres
Projeto Revitagri promoverá formação em apicultura a 8 de Fevereiro na Câmara Municipal

Projeto Revitagri promoverá formação em apicultura a 8 de Fevereir…

O Salão Nobre dos Paços do Concelho irá acolher na tarde do dia 8 de fevereiro um workshop sobr...

05-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1665-projeto-revitagri-promovera-formacao-em-apicultura-a-8-de-fevereiro-na-camara-municipal
Projeto Bem Envelhecer facultou sessão cinematográfica em Braga

Projeto Bem Envelhecer facultou sessão cinematográfica em Braga

No âmbito do projeto Bem Envelhecer, a Fundação Bomfim e o Centro Social da Paróquia de S. Vict...

01-02-2019

/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1673-projeto-bem-envelhecer-facultou-sessao-cinematografica-em-braga
fevereiro 2019
D Sb
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28
Sem eventos
giweather joomla module

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. mais informação