Bem-vindo à página oficial da Câmara Municipal de Terras de Bouro

Nota à navegação com tecnologias de apoio h2

Nota à navegação com tecnologias de apoio h3

Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 1)

“Mobiliza-te Contra o Sexismo!”

O Município de Terras de Bouro, assumindo a importância e a pertinência do tema, realça a sua participação na divulgação do Projeto Europeu “Mobiliza-te Contra o Sexismo!”

1 Banner

O sexismo é qualquer expressão (atitude, palavra, imagem, gesto) baseada no pressuposto de que algumas pessoas, maioritariamente mulheres ou homens que não agem de acordo com papéis que a sociedade tem como “padrão”, são inferiores em razão do seu sexo. Este tema está na origem da desigualdade de género e pode gerar sentimentos de inutilidade e afastamento, adoção de estratégias de evitamento, mudanças de comportamento e, muito frequentemente, a impactos negativos na saúde.

Pode-se verificar a presença do sexismo em todas as áreas da nossa vida, existindo dados efetivos disso mesmo, designadamente: 63% das mulheres jornalistas já foram alvo de abuso verbal; as mulheres, dos países da OCDE, despendem quase o dobro do tempo dos homens em tarefas domésticas não remuneradas; 80% das mulheres já foram confrontadas com os fenómenos de “mansplaining” e “manterrupting” no local de trabalho; e os homens representam 75% das fontes dos temas de notícias na Europa. Alguns grupos de mulheres, nomeadamente mulheres jovens, figuras públicas ou jornalistas são, especialmente, alvo do sexismo. Isso pode ser comprovado através do facto de 58% das mulheres eleitas para parlamentos terem sido sujeitas a ataques, desta natureza, nas redes sociais; 78% das mulheres na área das TIC já terem ouvido comentários, piadas ou terem observado gestos, deste carácter, no seu local de trabalho; e 72% já sentiu que os seus comentários e opiniões foram ignorados, só pelo facto de serem mulheres.

O impacto negativo do sexismo pode ser mais grave, para algumas mulheres e homens, atendendo à sua origem étnica, idade, deficiência, origem social, religião, identidade de género e orientação sexual, por exemplo.

Tendo este tema uma grande incidência, o Conselho da Europa decidiu agir, adotando uma Recomendação sobre Prevenção e Combate ao Sexismo.

Através da comunicação devemos reconhecer o mesmo valor a todos, cidadãs/cidadãos, ao utilizarmos na linguagem o feminino e o masculino e imagens diversificadas de mulheres e homens. É possível combater o sexismo com legislação favorável à igualdade entre mulheres e homens na comunicação social, garantindo a representação sem padrões das mulheres nos media e pondo fim à publicidade sexista. Combatemos o sexismo quando criminalizamos o discurso de ódio sexista e denunciamos comentários e publicações sexistas nas redes sociais.

Devemos ter em atenção que atitudes de sexismo isoladas podem parecer inofensivas, mas criam um clima de intimidação, medo e insegurança, limitam a liberdade e reduzem as oportunidades, provocam sentimentos de autocensura e, por conseguinte, levam à aceitação da violência, sobretudo contra mulheres e raparigas.

Se és testemunha de uma atitude sexista, não sejas complacente, deves agir!

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. mais informação