Nichos Religiosos

Os conjuntos arquitetónicos religiosos existentes em grande parte das freguesias concelhias têm um grande valor, quer a nível simbólico, quer a nível do saber-fazer popular. Destes conjuntos são exemplo os cruzeiros, as alminhas e os nichos religiosos.

Os cruzeiros, segundo a sabedoria popular, determinam a demarcação do território, nomeadamente dos montes, das bouças e das áreas agrícolas.

As alminhas são construções típicas portuguesas que se encontram distribuídas, principalmente, no Norte e Centro de Portugal. Estas pequenas construções populares começaram a ser construídas, no território português, no séc. XVI, logo após o Concílio de Trento, no qual se instituiu a figura do Purgatório, local onde as almas teriam que penar pelos seus pecados, antes de entrarem no reino dos céus, mas a maior parte das alminhas que ainda se mantém no concelho são dos séculos XIX e XX.

Os nichos religiosos comportam ainda várias construções dedicadas a diversos santos/santas, ou a Cristo na Cruz, conforme fé e dedicação dos vizinhos dos lugares aos mesmos.

 

alminhas

Alminhas do Canhoto – Rio Caldo

 

© Câmara Municipal de Terras de Bouro 2015, Todos os direitos reservados.

Praça do Município - Moimenta, 4840-100 Terras de Bouro | Telefone 253 350010 | Fax 253 351894 | geral@cm-terrasdebouro.pt

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. mais informação